quarta-feira, 16 de novembro de 2011

Cuba pede mobilização das redes sociais pela libertação dos Cinco

Mais de 300 delegados de 45 países protagonizarão, a partir de quarta-feira, dia 16, em Havana, capital de Cuba, o 7º Colóquio Internacional pela Liberdade dos Cinco antiterroristas cubanos condenados a longas penas nos Estados Unidos.

Publicado no Prensa Latina, mas lido no Vermelho, com tradução de Vanessa Silva

O fórum, previsto até domingo, dia 20, inclui várias atividades em solidariedade a Gerardo Hernandez, Ramón Labañino, René Gonzalez, Antônio Guerrero e Fernando Gonzalez, sentenciados após se infiltrarem em grupos de cubanos-estadunidenses violentos que, desde Miami (EUA), executam operações terroristas contra a Ilha, com a complacência do governo de Obama.

Segundo os organizadores, se destaca a convocatória para a intensificação do uso das redes sociais para exigir a Washington a liberdade incondicional e plena dos Cinco, como se conhecem no mundo os antiterroristas.

Também está prevista uma passeata de cerca de 15 mil mulheres das cidades de Holguín, em que se espera a participação da pacifista estadunidense Cindy Sheehan.

Após 13 anos de cárcere, cresce em nível internacional a mobilização para pedir ao presidente estadunidense, Barack Obama, a liberdade incondicional e plena de Gerardo, Ramón, René, Antônio e Fernando. Em 7 de outubro, René Gonzalez foi libertado da prisão, mas tem de cumprir pena de três anos de liberdade vigiada em solo ianque.

Manifestações, coleta de assinaturas, cartas enviadas a Obama, cartazes em cidades centrais e mensagens nas redes sociais fazem parte dos métodos empregados para respaldar a causa dos antiterroristas condenados em um processo repleto de irregularidades.

Nenhum comentário:

Postar um comentário