terça-feira, 20 de dezembro de 2011

Cuba decreta luto oficial pela morte de Kim Jong-il


O governo de Cuba decretou hoje [20/12] luto oficial pela morte no sábado [17/12] do líder da República Popular Democrática da Coreia (RPDC), Kim Jong-il.

De acordo com uma nota lida pela Televisão Nacional, o Conselho de Estado estabeleceu o luto, que estará vigente nos dias 20, 21 e 22 de dezembro.

Nesses dias, a bandeira cubana será hasteada ao meio mastro nos edifícios públicos e instituições militares, diz o comunicado.

Kim Jong-il, de 69 anos, faleceu no sábado, dia 17, de um infarto cardíaco, enquanto cumpria com uma viaje de trabalho num trem.

O líder coreano começou a trabalhar em 1964 no Comitê Central do Partido dos Trabalhadores da Coreia (PTC) e em fevereiro de 1974 se converteu em membro da Comissão Politica do Comitê Central. Desde outubro de 1980, Kim Jong-il foi membro presidente da Comissão Política, secretariado do Comitê Central do PTC e membro da Comissão Militar.

Em sua longa trajetória política também foi eleito deputado na Assembleia Popular Suprema de 1982 a 1998, e entre dezembro de 1992 a abril de 1993, de forma sucessiva, Comandante Supremo do Exército Popular da Coreia, primeiro vice-presidente e mais tarde da Comissão de Defesa Nacional.

Em 8 de outubro de 1997, Kim Jong-il se tornou o secretariado geral do PTC e recebeu o titulo honorífico de Herói da RPDC de 1975 a 1982.

Entre muitas honras e condecorações, em abril de 1992 recebeu o título de Marechal da RPDC.

***
Estamos expondo a seguir um vídeo que, apesar da leitora relativamente equivocada da RT, mostra interessantes imagens do falecimento de Kim Jong-il, a posse de seu sucessor e os ataques habituais ao país por parte do imperialismo norte-americano.


Nenhum comentário:

Postar um comentário