sábado, 21 de janeiro de 2012

Plataforma chega a Cuba para primeira grande exploração de petróleo

Via Efe

A plataforma petrolífera Scarabeo-9, contratada pela companhia hispano-argentina Repsol YPF para realizar perfurações nas águas cubanas do Golfo do México, chegou à Ilha com o propósito de iniciar suas operações em breve.

A plataforma se encontra atualmente a cerca de 10 milhas do litoral nas águas do ocidente de Cuba e, desde quinta-feira, dia 19, pode ser vista do litoral de Havana.

Segundo informações de fontes do setor à Agência Efe, a equipe se dirigirá para uma região do oeste cubano em frente ao litoral da localidade de Mariel e a previsão é de que suas operações de perfuração comecem em breve.

Antes de começar esses trabalhos, a plataforma desenvolverá outras operações logísticas, de abastecimento e outras provisões.

A plataforma construída na China e em Cingapura era esperada há meses em Cuba, onde as autoridades do setor petroleiro tinham informado de sua possível chegada para o verão de 2011 e depois para o fim de dezembro.

A equipe contratada por Repsol YPF iniciará explorações profundas para determinar o potencial de petróleo que Cuba dispõe em sua Zona Econômica Exclusiva (ZEE) nas águas do Golfo do México, cuja extensão é de cerca de 112 mil quilômetros quadrados.

A ZEE de Cuba está dividida em 59 blocos, dos quais 22 são contratados por várias companhias petrolíferas estrangeiras como Repsol YPF, a venezuelana PDVSA e a vietnamita PetroVietnam.

Segundo dados oficiais, a Ilha mantém também oito blocos de perfuração em terra negociados com a empresa nacional Cupet e cinco mais com companhias estrangeiras.

Dirigentes cubanos afirmam que, após as análises realizadas nos últimos anos, foram reveladas mais de 20 prospecções com importância comercial em sua ZEE e estima que as reservas da área estudada estão entre 5 bilhões e 9 bilhões de barris de petróleo.

A indústria básica estima que, em 2011, Cuba tenha produzido cerca de 4 milhões de toneladas de petróleo, número que repete pelo quinto ano consecutivo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário