domingo, 11 de março de 2012

Instituto Cubano de Amizade com os Povos é a porta de entrada de Cuba

Celino Cunha Vieira, via Associação Portuguesa José Martí e lido no Solidários

Com o objetivo de promover as relações de solidariedade universal suscitadas pela Revolução Cubana em todo o mundo e assim viabilizar o interesse de vários setores populares em visitar o país e conhecer de perto as transformações sociais, políticas e econômicas operadas pela Revolução, foi criado em 30 de dezembro de 1960 o Instituto Cubano de Amizade com os Povos (ICAP).

Desde sua fundação, foi-se desenvolvendo um árduo trabalho, sendo implantadas delegações do instituto em todas as províncias, prestando o ICAP todo o apoio às pessoas, grupos ou instituições que elevam a sua voz solidária para condenar o criminoso bloqueio imposto a Cuba pelos sucessivos governos dos EUA que não respeitam a independência e o direito da livre autodeterminação dos povos.

O ICAP organiza anualmente em conjunto com o Movimento Mundial de Solidariedade com Cuba as Brigadas Internacionais de Trabalho Voluntário que chegam a Cuba oriundas de praticamente todo o mundo e que são acolhidas no Acampamento Internacional Julio Antonio Mella, situado a cerca de 40 quilômetros de Havana.

O ICAP participa também no atendimento a milhares de jovens bolsistas estrangeiros provenientes dos países do Terceiro Mundo que chegam a Cuba para realizar sua formação acadêmica, ajudando à sua completa integração nas várias universidades espalhadas pelo país.

Mas o ICAP não é somente um veículo para fazer chegar ao povo cubano os bens materiais da solidariedade mundial, como também, como todo o povo cubano, tem orgulho e satisfação em a retribuir, segundo o princípio de que a solidariedade não só beneficia quem a recebe, como também enobrece quem a pratica.

É assim que para 2012 o ICAP tem já programadas três importantes brigadas: a 6ª Brigada Internacional 1º de Maio, de 22 de abril a 6 de maio, cujo ponto alto será a participação no desfile do Dia do Trabalhador; o 41º Contingente da Brigada Internacional de Trabalho José Martí, de 2 a 20 de Julho, que conta com um vasto programa social; e a Brigada Internacional pelos Caminhos do Che, de 30 de setembro a 14 de outubro, assinalando o 45º aniversário do assassinato do Comandante Che Guevara.

Todas as brigadas têm um forte componente social, cultural e lúdico, para além do franco convívio que sempre se estabelece entre cubanos e brigadistas que se deslocam de todo o mundo, numa mescla de saberes e experiências que são trocados durante estes dias que são passados juntos, iniciando-se aí fortes amizades sinceras e duradoras.

As inscrições para a 6ª Brigada Internacional 1º de Maio se encerrarão em 30 de março e poderão ser feitas com Telma Araújo, brigadista do Movimento de Solidariedade a Cuba, pelo correio eletrônico telma.araujo25@gmail.com ou pelos telefones (31) 3261-5148; (31) 8828-9288 (operadora Oi); (31) 9176-3263 (operadora Tim); ou, ainda, diretamente no ICAP.

Nenhum comentário:

Postar um comentário