sexta-feira, 23 de março de 2012

José Ramon Fernandez deixa governo cubano e passa ser conselheiro de Raul


O governo cubano substituiu na quinta-feira, dia 22, o integrante mais antigo do governo do presidente Raul Castro, o general José Ramon Fernandez, de 88 anos. O militar ajudou a moldar o Exército do país e comandou a defesa cubana durante a invasão da baía do Porcos.

Fernandez, membro do Comitê Central do Partido Comunista, deixou a vice-presidência do Conselho de Ministros, segundo nota oficial publicada no Granma. José M. Miyar Barrueco, de 79 anos, também está deixando seu posto como ministro da Ciência, Tecnologia e Meio Ambiente.

Raul Castro já lamentou publicamente que Cuba não tenha produzido novos líderes para substituir os que têm entre 70 e mais de 80 anos e que ocupam muitos cargos em seu governo. Preparar-se para a próxima geração é uma prioridade de seus cinco anos de mandato, afirmou o presidente.

O Granma disse que Fernandez será nomeado conselheiro especial de Castro em reconhecimento por seus serviços ao país e louvou “sua experiência, os resultados positivos e particularmente suas contribuições do desenvolvimento educacional do país”.

Fernandez, mais conhecido como “El Gallego” por suas raízes e sotaque espanhóis será substituído pelo ministro de Educação Superior, Miguel Diaz Canel, de 51 anos, que é engenheiro eletrônico. Já o vice de Diaz Canel, Rodolfo Alarcon Ortiz, será o responsável pela pasta.

Miyar Barrueco, conhecido por ser próximo de Fidel Castro, foi nomeado chefe de um organismo governamental que ainda será criado e que vai cuidar de pesquisa, desenvolvimento, produção e comercialização de medicamentos.

A nova ministra de Ciência, Tecnologia e Meio Ambiente, Elba Rosa Perez, comandava o Departamento de Ciência do Comitê Central do Partido Comunista desde 2006.

Nenhum comentário:

Postar um comentário