segunda-feira, 4 de fevereiro de 2013

Em dia de eleição, Fidel diz que o “povo cubano é o verdadeiro revolucionário”


A população de Cuba compareceu em massa no domingo, dia 3, para escolher seus representantes parlamentares. Os eleitores votaram em um candidato ou candidatos de sua circunscrição. Mais de 600 deputados devem ser eleitos para a Assembleia Nacional do Poder Popular, que deve dar ao presidente Raul Castro mais cinco anos de mandato. Os resultados sairão nos próximos dias.
 
Se for levado adiante o projeto de longo prazo apresentado por Raul Castro de estabelecer um máximo de dois mandatos consecutivos para autoridades do alto escalão, o novo mandato presidencial será os últimos cinco anos que ele ficará à frente do governo cubano.
 
Fidel Castro lidera a lista de candidatos para o município de Santiago de Cuba, na província de mesmo nome, no Leste de Cuba. Raul Castro concorre pelo município Frente Segundo, também em Santiago.
 
Entre os políticos mais influentes da velha guarda está Ricardo Alarcon, que se aposentará. Ele comanda a Assembleia Nacional desde 1993 e foi ministro das Relações Exteriores de Fidel Castro por um ano (1992-1993).
 
Entre os novatos, destaca-se a filha de Raul Castro, Mariela, que integra o Congresso de Havana. Aos 50 anos de idade, ela é conhecida por suas posições liberais em favor dos direitos dos homossexuais na Ilha.
 
Votação
O líder da Revolução Cubana e ex-presidente Fidel Castro surpreendeu ao reaparecer em público para participar das eleições parlamentares cubano. É a primeira vez que ele vota desde 2006, quando problemas de saúde o forçaram a transferir o comando de Havana para o irmão Raul Castro.
 
Aos 86 anos, Fidel chegou às 17 horas para registrar sua escolha eleitoral em uma seção da Plaza de la Revolución, na região metropolitana de Havana, onde vota desde 1976. Ele aproveitou para falar com a imprensa sobre a Comunidade de Estados Latino-Americanos e Caribenhos (Celac), cuja a presidência é de Cuba.
 
Segundo o ex-presidente, o grupo tem ganhado cada vez mais espaço na comunidade internacional graças aos esforços do presidente venezuelano, Hugo Chavez – que está internado em Havana. Ele não quis comentar sobre o estado de saúde do presidente da Venezuela, que passou sobre a quarta cirurgia contra o câncer e sofreu complicações pós-operatórias.
 
“Estou seguro que o povo [cubano] é um povo verdadeiramente revolucionário e que fez grandes sacrifícios”, disse o líder para emissoras cubanas e da venezuelana Telesur.
 
Nas imagens, Fidel aparece animado, vestindo uma camiseta xadrez. Ele também elogiou o que chamou de “atualização do modelo econômico cubano”, iniciada por seu irmão Raul, ressaltando que as mudanças não podem comprometer a Revolução.
 
Desde 2006 que o líder comunista não participava pessoalmente de eleições no país. Ele registrava o voto por meio de representantes e raramente aparecia em público. No entanto, em 2012, ele participou de vários atos públicos, incluindo um encontro com o Papa Bento 16. Suas fotos mais recentes são de janeiro de 2013, quando se reuniu com a presidente argentina Cristina Kirchner e o ex-presidente brasileiro Luiz Inácio Lula da Silva.
 
Com agências.
 

3 comentários:

  1. Sera que, um dia, o povo cubano podera votar para presidente??

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Quem sabe, é possível, porém atualmente cada vez menos países tem eleições diretas para presidente. V sabia que nos EUA a eleição de presidente é indireta (também)?

      Excluir
    2. Digo mais, será q um dia o povo cubano poderá ser libertado da maldita ditadura comunista/socialista? Afinal Eleições em Cuba não são nada além de um jogo com cartas marcadas.

      Excluir