terça-feira, 7 de maio de 2013

Cuba é o melhor lugar da América Latina para ser mãe

 
Via El Universal e recebido de Max Altman
 
Cuba é o melhor país da América Latina para a maternidade e o 33º do mundo, segundo o Índice de Risco do Dia do Parto, realizado pela ONG Save the Children. Os Estados Unidos estão em 30º lugar, abaixo de países com menos recursos. Em primeiro lugar desta lista figura a Finlândia enquanto o Congo é o pior lugar do mundo para ser mãe, destaca a agência Efe.
 
A Save the Children, com sede em Londres, leva em conta fatores como bem-estar, saúde, educação, situação econômica das mães assim e as taxas de mortalidade infantil e materna.
 
Na América Latina e Caribe, Cuba aparece no posto 33 à frente da Argentina (36), Costa Rica (41), México (49) e Chile (51), em contraste com Haiti classificado em 164º. Também em postos relativamente baixos estão Honduras (111), Paraguai (114) e Guatemala (128). Venezuela está em 66º.
 
O Índice de Risco do Dia do Parto, elaborado pela primeira vez, revela que 18% de todas as mortes de crianças menores de 5 anos na América Latina ocorrem no dia de nascimento. As principais causas são nascimentos prematuros, infecções graves e complicações durante o parto.
 
No Brasil, Peru, México e Nicarágua, foram os países que apresentaram maiores progressos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário