terça-feira, 14 de maio de 2013

Por que a medicina cubana incomoda

Elam: anualmente, a escola forma milhares de
médicos cubanos e de outros países.
Recebido de Silvio de Barros Pinheiro
 
Se você não tem disposição para ler fatos que ofendam sua ignorância e, pior, sua admiração pela medicina mercenária que temos no Brasil, movida a extorsivos planos de saúde, que negam cobertura quando você mais precisa, e pela máfia dos hospitais, pare de ler este texto.
 
Enquanto a imprensa asquerosa, os cartéis infames da medicina e o povelho ignaro exorcizam a vinda de 6 mil médicos cubanos para o Brasil, trazidos para trabalhar em lugares que não interessam por não darem lucro à medicina mercantilizada e canalha que reina impunemente neste País, um relatório do Comitê de Saúde do Parlamento britânico levou um dos mais prestigiosos programas jornalísticos britânicos, o Newsnight, da BBC, a enviar uma equipe a Cuba para entender por que é tão comum o “olhar de admiração” sobre a medicina cubana.
 
Clique aqui para você saber o resultado da visita ou leia o extrato a seguir, em português.
 
● A lógica subjacente do sistema cubano é incrivelmente simples. Em razão principalmente do bloqueio econômico norte-americano, a economia cubana continuamente sofre.
 
● Saúde, no entanto, é uma prioridade nacional, por motivos em parte românticos: Che Guevara, ícone do Partido Comunista, era médico. Mas muito mais por pragmatismo: a saúde admirável da população é certamente uma dos principais motivos pelos quais a família Castro ainda está no poder.
 
● A prioridade em Cuba é impedir que as pessoas fiquem doentes, em primeiro lugar.
 
● Em Cuba você recebe anualmente a visita de um médico. A ideia não é apenas verificar sua saúde, mas ter um olhar mais amplo sobre seu estilo de vida e o ambiente familiar. Essa visita é feita de surpresa, para ser mais eficiente.
 
● Os médicos estão espalhados por toda a população e o governo lhes fornece habitação, bem como às enfermeiras.
 
● A expectativa de vida em Cuba é maior do que a dos Estados Unidos. A relação médico-paciente ser comparada a qualquer país da Europa ocidental.
 
● Há em Cuba 1 médico por cada 175 pessoas. No Reino Unido, é 1 por 600 pessoas.
 
● Cuba dá ênfase à formação generalista. O currículo foi alterado na década de 1980 para garantir que mais de 90% de todos os graduados completem três anos em clínica geral.
 
● Há um compromisso com o diagnóstico triplo (físico/psicológico/social). Os médicos são reavaliados frequentemente.
 
● Também chama a atenção a Policlínica, uma engenhosa invenção que visa proporcionar serviços como odontologia, pequenas cirurgias, vasectomias e raios X sem a necessidade de uma visita a um hospital.
 
● Cada policlínica tem uma série de especialistas (pediatria, ginecologia, dermatologia, psiquiatria) que resolvem boa parte dos problemas de saúde das comunidades e assim reduzem a necessidade de busca de hospital. Com isso, a lista de espera nos hospitais é quase inexistente.
 
● Todos os lugares que visitamos eram geridos por profissionais da saúde (médicos e enfermeiros).
 
● Fizemos uma visita à Escola Latino-Americana de Medicina, onde médicos estagiários de todo o mundo – muitos deles, para nossa surpresa, norte-americanos – recebem treinamento à moda cubana.
 
● Nos deparamos em nossa visita com pequenos detalhes que podem fazer uma grande diferença: pelotões de aposentados se exercitando todas as manhãs nos parques de Havana.
 
● Apesar de os hospitais não serem equipados com o nível de TI encontrado no Reino Unido, por causa do bloqueio norte-americano, os profissionais de saúde têm uma paixão por dados e estatísticas que eles usam com frequência para fins de governança na saúde.
 
● O contexto da Revolução Cubana e as estruturas sociais desenvolvidos localmente levaram ao envolvimento contínuo do Estado no sistema de saúde. Isto é visto não como uma cereja no topo do bolo, mas uma parte muito importante do próprio bolo.
 
***
 
Se você for acometido de uma doença grave e não for um milionário, você, certamente, gostaria de estar em Cuba.

4 comentários:

  1. Incrível....Nunca tinha lido tanta mentira e lixo juntos em um mesmo texto.....

    ResponderExcluir
  2. Quantos anos você viveu em Cuba para fazer uma afirmação como essa? Eu vivi lá durante dois anos de minha vida e posso te afirmar que tudo que está escrito aí é a mais pura realidade. Lamentavelmente vocês capitalistas acham que isso é conto de fadas, porque vocês só confiam no poder do capital, médicos mercenários por todos os lados, pessoas morrendo como lixo descartável no SUS e isso não tem a menor importância. Realmente, não da pra acreditar que um país tão pequeno e perseguido de todas as formas faça tanto por seu povo.

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Tu deverias ficar em Cuba, seu panaca! Voltou para o Brasil "capitalista" porque é burro!

      Excluir
  3. A criminosa máfia- família Castro está no poder porque é sustentada pela maçonaria americana!

    ResponderExcluir