segunda-feira, 28 de abril de 2014

Breve História Sobre Nossos 5 Herois






Ex-governador do Rio Grande do Sul declama poemas de José Martí

Por Alexandre Haubrich no Jornalismo B


O ex-governador do Rio Grande do Sul Olívio Dutra (PT) participou na manhã desta sexta-feira [25/04] da gravação de um CD com poemas do herói da independência cubana José Martí. Olívio declamou dois poemas de Martí, que farão parte do projeto José Martí en Canto, conduzido pela Associação Cultural José Martí – RS (ACJM).

Os poemas gravados pelo ex-governador foram “Banquete de Tiranos” e “Noche de Mayo”. O primeiro deles já foi musicado por Pablo Milanes, e está disponível no vídeo abaixo.

O trabalho traz poemas de José Martí musicados pelos brasileiros Mário Falcão, Pablo Lanzoni, Ana Lonardi, Cláudio Sander, Gionvani Berti, Ricardo Arenhaldt, Luiz Mauro Filho e Everson Vargas, além do uruguaio Sebastian Jantos e do cubano Mauricio Figueral. A direção musical é de Leonardo Ribeiro. A gravação foi feita no Estúdio Som da Luz, em Porto Alegre.

O lançamento do CD está previsto para o mês de julho, quando serão comemorados os 30 anos da ACJM-RS.

Confira os dois poemas que foram declamados pelo ex-governador Olívio Dutra para o CD José Martí en Canto:

Banquete de Tiranos

Hay una raza vil de hombres tenaces 
De sí propios inflados, y hechos todos, 
Todos, del pelo al pie, de garra y diente, 
Y hay otros, como flor, que al viento exhalan 
En el amor del hombre su perfume. 
Como en el bosque hay tórtolas y fieras 
Y plantas insectívoras y pura 
Sensitiva y clavel en los jardines. 
De alma de hombres los unos se alimentan, 
Los otros su alma dan a que se nutran 
Y perfumen su diente los glotones, 
Tal como el hierro frío en las entrañas 
De la virgen que mata se calienta. 

A un banquete se sientan los tiranos, 
Pero cuando la mano ensangrentada 
Hunden en el manjar, del mártir muerto 
Surge una luz que les aterra, flores 
Grandes como una cruz súbito surgen 
Y huyen, rojo el hocico y pavoridos 
A sus negras entrañas los tiranos. 

Los que se aman a sí, los que la augusta 
Razón a su avaricia y gula ponen, 
Los que no ostentan en la frente honrada 
Ese cinto de luz que en el yugo funde 
Como el inmenso sol en ascuas quiebra 
Los astros que a su seno se abalanzan, 
Los que no llevan del decoro humano 
Ornado el sano pecho, los menores 
Y los segundones de la vida, sólo 
A su goce ruin y medro atentos 
Y no al concierto universal. 

Danzas, comidas, músicas, harenes, 
Jamás la aprobación de un hombre honrado. 
Y si acaso sin sangre hacerse puede, 
Hágase… clávalos, clávalos 
En el horcón más alto del camino 
Por la mitad de la villana frente. 
A la grandiosa humanidad traidores. 
Como implacable obrero 
Que a un féretro de bronce clavetea, 
Los que contigo, 
Se parten la nación a dentelladas.


Noche de Mayo

Con un astro la tierra se ilumina;
Con el perfume de una flor se llenan
Las ámbitos inmensos. Como vaga,
Misteriosa envoltura, una luz tenue
Naturaleza encubre,—y una imagen
Misma del linde en que se acaba brota
Entre el humano batallar. ¡Silencio!

En el color, oscuridad! ¡Enciende
El sol al pueblo bullicioso y brilla
La blanca luz de luna!—En los ojos
La imagen va,—porque si fuera buscan
Del vaso herido la admirable esencia,
En haz de aromas a los ojos surge:—
Y si al peso del párpado obedecen,
¡Como flor que al plegar las alas pliega
Consigo su perfume, en el solemne
Templo interior como lamento triste
La pálida figura se levanta!
Divino oficio! El Universo entero,
Su forma sin perder, cobra la forma
De la mujer amada, y el esposo
Ausente, el cielo póstumo adivina
Por el casto dolor purificado.



Retirado de SOLIDÁRIOS

sexta-feira, 18 de abril de 2014

EUA CRIAM “TWITTER” PARA MOBILIZAR JOVENS CONTRA GOVERNO CUBANO

EUA criam “Twitter” para mobilizar jovens contra governo cubano
A informação de que os EUA, por meio da Usaid (Agência para o Desenvolvimento Internacional), implantaram programas similares ao Twitter em Cuba: o Zunzuneo e o Piramideo para fomentar o descontentamento com o regime e implantar uma revolução colorida no país, confirma as reiteradas denúncias feitas pelo governo cubano de que os vizinhos do norte não renunciaram aos planos subversivos contra a ilha e que a guerra no século 21 é cibernética.
Por Vanessa Martina Silva
De acordo com o jornalista Paulo Cannabrava Filho, este tipo de prática não é uma novidade: “o ciberespaço já é, faz tempo, o teatro da guerra que o império move contra Cuba. Há satélites de escuta permanente, transmissões radiais e televisivas; utilização de chamadas aos celulares com mensagens mobilizadoras; saturação das linhas”, escreveu em artigo sobre ciberguerra publicado no site Diálogos do Sul em 2011.
Tanto o Zunzuneo, revelado na última semana pela Associated Press, quanto o Piramideo, denunciado nesta segunda-feira (7) pelo governo cubano, foram criados com a intenção de criar uma rede de comunicação capaz de mobilizar jovens contra a revolução cubana e implantar assim, uma possível revolução colorida, tal como as que ocorreram no Oriente Médio. Para isso, as redes coletaram dados dos usuários com a intenção de utilizá-los posteriormente com fins políticos.
O Zunzuneo começou suas atividades em 2009 e deixou de funcionar em 2012, por “falta de recursos”, chegando a ter 40 mil seguidores. O ZunZuneo se refere ao barulho feito por beija-flores e faz referência ao Twitter (tweet é piar em inglês). Para sua implementação, foram gastos US 1,6 milhão. A ideia com a iniciativa era começar a divulgar mensagens políticas e criar convocatórias na rede de “multidões pensantes” quando fossem alcançados centenas de milhares de seguidores.
Nova face da velha CIA
“Trata-se de uma versão moderna das campanhas de propaganda encobertas da CIA (Agência Central de Inteligência). Tem todos os elementos básicos: empresas fictícias, desvios de fundos, atores multinacionais com companhias em Londres, Espanha e Manágua e contas bancárias secretas”, detalhou Peter Kornbluh, pesquisador sobre América Latina do National Security Archive, em entrevista à IPS.
“Parece que a Usaid é a nova CIA, em especial seu Escritório de Iniciativas Transicionais, uma entidade obscura e misteriosa que se dedica, evidentemente, a executar planos encobertos para conseguir uma mudança de regime em Cuba”, acrescentou Kornbluh.
Desestabilização não é prática do passado
Segundo Kornbluh, a Usaid tem um orçamento de US$ 20 milhões por ano para seu projeto de “democracia em Cuba”. Assim, diversas ações são realizadas para convergir a rebeldia da juventude com as dificuldades econômicas e materiais pelas quais passam os moradores da ilha.
20140409-112420.jpg
A juventude cubana, alvo destas ações, não vivenciou os tempos do ditador Fulgêncio Batista, quando Cuba era um cassino-bordel dos Estados Unidos. Nascidos após o fim da União das Repúblicas Socialistas Soviéticas (URSS), que colaborava financeiramente com o país, conhecem apenas o período de dificuldades econômicas que, em grande parte são decorrentes do bloqueio econômico imposto há mais de 50 anos pelos Estados Unidos à ilha. Estes fatos, segundo a estratégia estadunidense, facilitariam a disseminação de materiais contrarrevolucionários.
A este respeito, o jornal Juventud Rebelde afirmou que o “’ZunZuneo’ é outro capítulo da escabrosa e vergonhosa política dos EUA contra Cuba, com ajuda de suas agências de espionagem”. A Secretária do Comitê Nacional da Juventude de Cuba, Yuniasky Crespo Baquero, considerou, em entrevista ao mesmo jornal, que a inclusão dos jovens à vida do país é o antídoto contra a desmobilização e falta de compromisso da juventude.
Apesar do constante assédio, o Zunzuneo nunca chegou a difundir conteúdos políticos e sequer revelou que a origem de suas atividades era proveniente dos EUA.
Democracia: nobre missão
Todas estas atividades em Cuba, bem como as que foram realizadas na Líbia, Síria, Egito ou que estão sendo implantadas na Venezuela e na Ucrânia, são em nome da drmocracia. Segundo Matt Herrick, porta-voz de Usaid, a agência trabalha “em todo o mundo para ajudar as pessoas para que elas possam exercer seus direitos e liberdades fundamentais, e dar a eles acesso às ferramentas que melhorem sua vida e que possam conectar com o mundo exterior”. E é claro, “promove o desenvolvimento” dos países em que atua.
Tais projetos estadunidenses, somados às denuncias feitas por Edward Snowden de uma rede de espionagem global realizada pelos EUA, revelam, como apontou nesta segunda-feira (7) o jornalista Glenn Greenwald, a “agressividade com que os governos ocidentais estão tratando de aproveitar a internet como um meio para manipular a atividade política e a forma em que se manifesta o discurso político”. Assim, em nome da “democracia” e suas “liberdades”, estão sendo validadas a desestabilização de governos, a disseminação de mentiras e a conspiração transvestida de modernidade.
Retirado de Pero No Mucho

terça-feira, 8 de abril de 2014

Homenagem a Vilma Espín

Retirado de GRANMA

Homenagem a Vilma Espín no seu
84º aniversário natalício


Eduardo Palomares Calderón
SEGUNDO FRONT, Santiago de Cuba. —Símbolo da destacada participação da mulher nas lutas revolucionárias e na construção da nova sociedade, Vilma Espín Guillois recebeu a homenagem das mulheres e do povo cubano por ocasião de seu 84º aniversário natalício no Mausoléu do Segundo Front Oriental “Frank País”.

Os membros do Comitê Central do Partido Teresa Amarelle e Lázaro Expósito, secretária-geral da Federação das Mulheres Cubanas e primeiro-secretário do Partido na província, respectivamente, lideraram o tributo com a colocação de uma oferenda floral dedicada à heroína da luta clandestina e guerrilheira, ao pé da pedra monumento onde repousam seus restos mortais.
Célia Sanchez e Vilma Espín

Vilma

segunda-feira, 7 de abril de 2014

Os 5 heróis Cubanos ganham prêmio de Direitos Humanos nos EUA


No início de março deste ano o Comitê Internacional pela Liberdade dos 5 Cubanos indicou os Cinco Cubanos para o 12º Prêmio Anual pelos Direitos Humanos do Global Exchange na categoria de Prêmio Selecionado pelo Povo

Muitos outros lutadores pelos Direitos Humanos também foram indicados. Para os Cinco Cubanos, um caso que se mantém silenciado nos EUA, este concurso significou uma oportunidade da luta por suas liberdades ganharem maiores visibilidades.

A campanha começou lentamente e foi crescendo e tomando impulso à medida que a notícia se espalhava. Através do uso das redes sociais os votos pelos 5 Cubanos cresceram e a campanha adquiriu vida própria. Este é o resultado do apoio ativo do movimento de solidariedade com os 5 Cubanos de todas as partes do mundo.

O evento de entrega do prêmio será realizado no dia 08 de Maio em São Francisco, Califórnia - EUA.


Retirado de SOLIDÁRIOS